Linhas Digitais

Sobre abismos e apanhadores | novembro 25, 2009

Por Mariana Medeiros

O apanhador no campo de centeio, de J. D. Salinger, é um livro que gera polêmica. Primeiro em 1980, com o assassino de John Lennon afirmando que usou a obra como fonte de inspiração para cometer o crime e, mais recentemente, quando o austríaco Fredrik Colting, foi impedido judicialmente de publicar uma continuação da história com o personagem 60 anos mais velho.

     Discussões à parte, é quase senso comum que a vida de um adolescente norte-americano de classe média alta, quando bem contada, pode ser muito envolvente e até mesmo enternecedora. Nesse caso, a linguagem simplista e cheia de coloquialismos faz toda a diferença. Pela sinopse, o livro parece insosso, quase bobo. A história de um adolescente que, ao ser expulso do colégio devido às notas baixas, foge para New York e passa alguns dias escondido dos pais, porém na mesma cidade em que eles.

     Durante essa fuga, o mundo adulto da luxúria e da embriaguez facilmente se abre para o jovem Holden Calfield e as experiências por ele vividas certamente marcariam a vida de um adolescente comum. Mas Calfield não é exatamente um garoto como os outros. Com uma pureza de espírito e uma aversão ao comodismo e a tudo que se apresenta com vulgaridade de idéias, o desenrolar dos fatos parece natural para o rapaz e tudo que ele quer, realmente, é estar em um campo de centeio, apanhando os meninos que estão caindo em um abismo (daí a justificativa do título do livro, uma alusão a um poema de Robert Burns).

     Nesse ponto, fica claro para o leitor que, na verdade, é o próprio Calfield que se sente caindo em um abismo, não em razão das baixas notas escolares, mas pela maneira com que a sociedade está estruturada, que o jovem considera medíocre e injusta. No entanto, o garoto não se mostra rebelde, tampouco agressivo ou revoltado. Talvez seja exatamente por apresentar um rapaz que é, apesar de tudo, amoroso e sensível, que a obra consiga comover tantas pessoas.

     Uma história singela, pura e bonita, com leitura recomendada para todos, principalmente os mais jovens. 

Notas técnicas

     O Apanhador no Campo de Centeio (The Catcher in the rye) está na 14° edição, publicado pela Editora do autor. Foi escrito em 1945 por Jerome David Salinger e tem 208 páginas, divididas em 26 capítulos. Atualmente, a obra custa em torno de R$ 50,00.

Anúncios

Publicado em Linhas Tortas

Deixe um comentário »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

About author

Blog da turma 4º ano de Jornalismo matutino, da Universidade Estadual de Londrina - UEL

Pesquisar

Navegação

Categorias:

Links:

Archives:

Feeds

%d blogueiros gostam disto: